Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
ACONTECE NA VINTAGE
ARTISTA DA SEMANA

A imagem pode conter: 1 pessoaEduardo Dusek começou a carreira artística como pianista de peças de teatro aos quinze anos, quando estudava na Escola Nacional de Música. Mais tarde, passou a compor suas próprias canções e montou uma banda, que acabou apadrinhada por Gilberto Gil.

A partir de 1978, já tinha algumas composições gravadas por nomes de peso da MPB, como As Frenéticas (o samba "Vesúvio"), Ney Matogrosso (o fox "Seu Tipo") e Maria Alcina (o frevo "Folia no Matagal", dois anos depois regravada por Ney Matogrosso) - todas em parceria com Luiz Carlos Góes.

Suas composições buscavam aliar sátira e bom humor. Em 1980, participou do festival MPB Shell da Rede Globo cantando apenas de cueca a debochada canção "Nostradamus", que não se classificou mas ficou conhecida pelo público. Nessa época, gravou o primeiro LP, Olhar Brasileiro. Mas o sucesso viria em 1982, quando flertou com o ainda incipiente pop rock, no LP Cantando no Banheiro, com "Barrados no Baile" (com Luiz Carlos Góes), "Cabelos Negros" (Com Luiz Antonio de Cássio) e "Rock da Cachorra" (Léo Jaime).

 Em 2000, por questões de numerologia e também com o objetivo de provocar a pronúncia correta de seu nome, passou a atuar com o nome artístico de Eduardo Dussek, adicionando mais um "s" ao seu sobrenome.

Conheça mais: http://www.eduardodussek.com.br/

PESQUISA DE QUALIDADE
COMO VOCÊ ESTÁ RECEBENDO O NOSSO SOM ?
Ver parcial
Com uma qualidade boa.
Com uma qualidade razoável.
Não está legal.
Com uma qualidade ótima.
Voltar
MUNDO
PARCEIRO
REDE VINTAGE
SEQUÊNCIA DO OUVINTE

POR ONDE ESCUTAR WEB VINTAGE
VINTAGE NAS REDES SOCIAIS